quinta-feira, 23 de abril de 2009

Baseada em fatos reais

Homem gentil é tudo. Ou quase tudo.

Gentileza básica, mas que faz toda a diferença. Tipo não se atirar na frente de uma mulher quando abre a porta do elevador, acompanhar a amiga até o seu carro depois do happy hour, oferecer a cadeira pra colega na reunião, segurar a porta pra vizinha que vem cheia de compras, enfim, situações cotidianas pra ser gentil não faltam.

Acho bonito isso, presto atenção, me atrai. Homem gentil tem sexy appeal e talvez a maioria deles nem saiba disso. Não que a gentileza salve a mão mole do post anterior, mas é uma qualidade que eu passei a valorizar muito depois da maturidade e com certeza faz parte do processo seletivo de muitas mulheres.

E aí o universo fica pequeno. Porque sobram poucos gentis na medida certa. Tirando os ogros, ainda têm os que confundem gentileza com bananisse. Ser gentil não é deixar a mulher decidir tudo. Nããããão, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Homem que diz o tempo todo "pra mim tanto faz, o que tu preferir", "tu escolhe, pra mim tudo tá bom", "decide, tu que manda" é um saco! Isso não é gentileza. Mulher gosta de homem que inventa, que propõe, que tem opinião própria, que sugere ação e reação. Sem isso, o que fica é uma sensação de mão mole estendida a um corpo mole, por mais gostoso que o banana seja. Dá pra entender?

3 comentários:

Lisiane disse...

E se o banana disfarçado de príncipe, enquanto te leva para um cineminha for interrompido por uma buzinada no trânsito, e espontaneamente o lord disser: PERDÃO!
Aí sim. Pára tudo e desce correndo.
Pode ter certeza que este é por inteiro mole.
Corra Lola, Corra!
rsrsrsrsrrsrsrsr

Lu disse...

Dá pra entender perfeitamente. Concordo que a gentileza anda de mãos dadas com o sex appeal, mas detesto homem que não tem opinião e que deixa tudo na mão da gente. Tudo bem uma vez que outra a gente escolher o restaurante, mas que isso não vire regra.
Beijos
LuRodrigues

Lisa disse...

ahahahaha
adorei o termo bananisse.